top of page

Universalização pode gerar mais de R$1,3 trilhão em 20 anos

As metas para a universalização do saneamento que constam no Marco Legal (Lei 14.026/2020) estabelecem que, até 2033, 99% da população brasileira deve ter acesso a água potável e 90% deverá ser atendida com esgotamento sanitário. Atendimento com esgotamento sanitário engloba a coleta e o tratamento do esgoto, antes de ser devolvido para a natureza.

A notícia que deve motivar todos os agentes responsáveis pelo cumprimento destas metas é o retorno que esse investimento trará para o Brasil. Em menos de 20 anos, cerca de 1,3 trilhão de reais retornarão em benefícios socioeconômicos. Significa direcionamento de recursos para saúde, educação, aumento da produtividade no trabalho e fomento ao turismo.


Segundo os dados do estudo do Instituto Trata Brasil, se o saneamento fosse universal os ganhos seriam divididos assim:


SAÚDE - Entre 2021 e 2040, estima-se que a economia total com a melhoria das condições de saúde da população brasileira seja de R$ 25,1 bilhões (a valores presentes), o que resultaria em um ganho anual de R$ 1,25 bilhão.

AUMENTO DA PRODUTIVIDADE E REMUNERAÇÃO DO TRABALHO - Estima-se que a universalização do saneamento no país deve expandir a produtividade do trabalho de maneira expressiva nesses vinte anos, ou seja, o aumento de renda do trabalho esperado seria de R$ 438 bilhões (também a valores presentes), trazendo um ganho anual de quase R$ 22 bilhões.


GERAÇÃO DE EMPREGO - Além disso, espera-se também um movimento crescente de geração de emprego durante a fase de expansão das redes em um patamar de 1 milhão de postos de trabalho no país. Desta forma, o relatório feito pelo ITB aponta que a universalização deixará um legado para a sociedade brasileira, ocasionando o bem-estar da população a partir do acesso digno aos serviços saneamento básico.


RENDA IMOBILIÁRIA - Em termos de renda imobiliária, estima-se que o ganho para os proprietários de imóveis que alugam ou que vivem em moradia própria alcance R$ 2,4 bilhões por ano no país, um ganho a valor presente de R$ 48 bilhões entre 2021 e 2040.


TURISMO – No setor do turismo, a balneabilidade adequada das praias, a despoluição dos rios e córregos e também a oferta universal de água tratada são essenciais para o pleno exercício de umas das atividades econômicas mais importantes para o país. Com a expansão do saneamento, a expectativa de ganhos de renda atrelados à cadeia do turismo no Brasil é da ordem de R$ 4 bilhões por ano. No acumulado do período de 2021 a 2040, o valor presente dos ganhos no turismo atingiria aproximadamente R$ 80 bilhões no país.




9 visualizações0 comentário
bottom of page