Dia Mundial do Banheiro: esgotamento sanitário para todos

A data criada pela ONU chama a atenção para a falta de saneamento básico. Só no Brasil, 5,5 milhões de pessoas não têm banheiro em casa.


Quase 35 milhões de pessoas no Brasil vivem sem água tratada e cerca de 100 milhões não têm acesso à coleta de esgoto, resultando em doenças que poderiam ser evitadas, e que podem levar à morte por contaminação. Esse é o cenário quase dois anos depois de entrar em vigor o Novo Marco Legal do Saneamento, sancionado na Lei 14.026 de 2020


Somente 50% do volume de esgoto do país recebe tratamento, o que equivale a mais de 5,3 mil piscinas olímpicas de esgoto in natura sendo despejadas diariamente na natureza (Agência Senado) e mais de 5 milhões não têm nem sequer banheiro.


A data é importante para colocar o esgotamento sanitário na pauta de direitos e reforçar compromissos de governos, empresas públicas e privadas, investimento social privado e demais atores da sociedade.


Esgotamento sanitário é saúde, é vida e o acesso a ele deve ser universal.






2 visualizações0 comentário